O denim é um material universal na moda, extremamente versátil e com excelente custo-benefício. Não é à toa que ele é um item coringa nos mais diversos visuais de homens e mulheres e faz parte do guarda-roupa de milhões de brasileiros.

Justamente por isso é tão importante saber como cuidar do jeans e conservá-lo adequadamente para aumentar a durabilidade dele e, assim, garantir que seja possível usá-lo por muitos anos.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas simples e bastante úteis que você pode dar aos consumidores do seu negócio ou franquia para ajudá-los nessa tarefa e mostrar que o atendimento do seu estabelecimento é diferenciado e que se preocupa tanto com a pré-venda quanto com o pós-compra. Acompanhe!

1. Vestir a peça algumas vezes antes da primeira lavagem

A primeira delas é que o seu cliente não lave o jeans assim que comprá-lo, mas, sim, o oposto: que ele use a peça algumas vezes antes de decidir higienizá-la.

Isso é importante para que aquelas peças mais justas devido à presença da lycra, como os modelos skinny e superskinny, possam se moldar às curvas do corpo da pessoa e se tornarem mais flexíveis — o que vai proporcionar não só um apelo estético maior, mas também muito mais conforto e mobilidade, que são características essenciais.

2. Lavar o jeans com água fria

Para cuidar do jeans da forma correta é indispensável estar atento às melhores práticas de lavagem dele. Entre elas, a principal é só usar água fria, independentemente se a pessoa vai ou não deixá-lo de molho para tirar alguma mancha ou sujeira mais complicada de remover.

A razão disso é que a água aquecida afeta a cor da roupa, acelerando o desbotamento dela, ainda mais quando ela tem tons vibrantes e personalizados que fogem ao tradicional azul, como o vermelho, o amarelo, o verde e por aí vai.

3. Evitar o uso de secadoras

Uma terceira dica — que também tem relação com a lavagem — é não usar secadoras para acelerar a secagem da peça. Embora esse tipo de aparelho seja bastante prático e funcional no dia a dia das pessoas, as altas temperaturas no interior dele durante esse processo podem afetar as fibras da roupa, fazendo com o jeans encolha.

Além disso, os ciclos de centrifugação também pode danificar o material da calça, da bermuda, da jaqueta e demais itens feitos com denim, deixando-os mais frágeis e suscetíveis a rasgões.

4. Usar protetor para a região íntima

Caso o seu cliente seja do tipo calorento ou até mesmo sofra de hiperidrose — que é o nome dado a produção excessiva de suor em uma ou mais partes do corpo —, não deixe de sugerir que ele use um protetor para a região íntima para preservar o jeans.

Afinal, essa é uma das áreas onde as pessoas mais transpiram e que, para completar, fica abafada a maior parte do dia, já que usamos não apenas a roupa externa, mas também roupa íntima.

Como resultado, podem ocorrer odores desagradáveis devido à ação das bactérias no suor e esse cheiro incômodo impregnar o tecido da calça, da bermuda ou do short, tornando-se mais acentuado e gerando, inclusive, constrangimentos, caso o odor seja notado.

Como você viu, as dicas para cuidar do jeans são bem fáceis de colocar em prática. Por isso, não deixe repassá-las aos seus consumidores! De quebra, você ainda reforça que o seu empreendimento é consciente socialmente e antenado com as práticas de sustentabilidade, já que reforça o discurso de diminuir o desperdício de água em lavagens e o descarte frequente de roupas. 

E já que falamos sobre o seu negócio, veja agora o porquê é cada vez mais necessário investir em empreendedorismo sustentável!